É errado sentir raiva de Deus?



Eu segurei aquele corpinho peludo em uma das mãos, enquanto ela lambia meu rosto. Aquele filhotinho de cachorro me convenceu! Ela era tão pequena ainda, mas cheia de vida. Eu olhei para o meu marido, Zack, e ele sabia que meu coração já estava comprado. "Acho que isso significa que vamos levar o filhotinho, ele disse ao vendedor."

Trocamos o dinheiro, arrumamos toda a papelada, mas antes de ver tudo isso, eu já estava segurando um filhotinho Maltipoo de 8 semanas, e indo direto pra casa! Ela era meu presente adiantado de Natal. "Eu simplesmente a amo", disse eu, dando um super sorriso enquanto seus grandes olhos pretos olhavam pra mim. "Ela é a cachorrinha mais fofa e preciosa que eu já vi!". Eu sempre amei cachorros, mas nunca tive um só para mim. Esse era meu primeiro filhotinho e o terceiro membro da nossa pequena família.

Dei o nome de Adelaide, mas a chamava de Addie. Nós a levamos ao jantar de ação de graças na casa dos meus sogros e ela roubou os corações de todos que a viam! As coisas estavam indo muito bem e nós amávamos a nova membro da nossa família. Até que chegou o Sábado. Addie já não estava mais como antes e começou a apresentar sinais de doença. Nós imediatamente a levamos ao veterinário e demos a ela alguns remédios para ajudá-la a ficar hidratada. Levamos ela novamente para a casa, mas não queria comer ou beber nada. Ficamos monitorando o tempo todo. Colocamos nossos relógios para tocar a cada 40 minutos, durante a noite toda. Foi uma das noites mais longas da minha vida.

Era de partir o coração, ver aquele filhotinho tropeçando no papel, enquanto ia ao banheiro. Eu não suportava assistir aquilo. Por volta das 3:45 da manhã eu estava deitada no tapete da sala, com a Addie deitada perto de mim, sobre uma toalha. Eu estava orando tão fortemente a Deus para que ele poupasse nosso filhotinho que  honestamente, eu achava que Ele faria. 

Então, sem avisar, Addie respirou fundo e seu corpo amoleceu. "Addie!", disse eu freneticamente, depois de mexer seu corpo para tentar acordá-la. Nada. Zack veio correndo e tentou fazer o mesmo. Ela não se mexia. Instantaneamente caí em lágrimas, enquanto observava nossa cadelinha impotente e sem vida no chão da minha casa. Zack e eu ficamos o tempo todo juntos no sofá e choramos, até o amanhecer. 

"Por que Deus levou a Addie?", questionei, com muita raiva, o meu marido. "Ela era cheia de vida! Ele não podia ter feito isso com a gente. Isso é injusto!". Pela primeira vez na vida, senti raiva de Deus, em meu coração. Em poucos dias, me tornei tão apegada a Addie, que perdê-la foi como perder um membro da família de longa data. Eu não conseguia entender por que ele nos permitiu tanta alegria com o filhotinho, para depois tirá-lo de nós de maneira tão angustiante.  Antes que eu pudesse dizer mais alguma coisa, meu marido abriu a Bíblia e começou a ler algumas verdades que eu precisava para acalmar minha alma. 

Você já passou por uma sensação como a minha, de ficar brava com Deus?

A perda inesperada do meu filhotinho revelou coisas que meu coração não tinha ideia que existiam dentro de mim. Eu me surpreendi comigo mesma por ficar com tanta raiva e acabei me questionando, se é certo ou errado ficar com raiva de Deus. Lá no fundo eu sabia as respostas, mas decidi fazer mais algumas pesquisas. Vejamos só o que eu descobri. 

1. Nós não ficamos bravo(a)s com Deus até que haja uma tragédia ou perdas inesperadas


A maioria das pessoas não estão com raiva de Deus quando tudo está indo muito bem em sua vida. Se as coisas começam a tomar outras direções, temos a tendência de questionar a bondade de Deus e temos raiva dele por permitir que isso aconteça.

Essa é a primeira falha no nosso pensamento. Deus nunca promete a você ou a mim  uma vida livre de tragédia ou sem dor. De fato, Ele, na verdade, nos diz que vai acontecer o contrário: João 16:33 diz: "No mundo tereis aflições". Em 1 Pedro 4:12 diz: "Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para os provar, como se algo estranho lhes estivesse acontecendo." 

Desde que o pecado entrou no mundo, a dor e sofrimento vieram no pacote. Se achamos que Deus nos deve uma vida maravilhosa, sem provações e sofrimentos, nós estamos pedindo para ele nos dar um mundo sem pecado. A morte, a dor do sofrimento e a perda são todos uma parte da queda. A boa notícia é que, como cristãos, Deus nos dá uma promessa muito esperançosa: "E sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8:28). Podemos ter confiança, porque, "Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo" (Salmo 23: 4). Deus está conosco em cada passo do caminho.

2. Por ficar com raiva de Deus, acabamos questionando sua Soberania

A palavra soberano significa que não há absolutamente nada que acontece no Universo que está fora da influência e autoridade de Deus. Ele é a maior fonte de todo o poder, autoridade, e tudo o que existe está sob seu controle.

Quando questionamos a Deus, estamos basicamente dizendo que Ele não sabe o que está fazendo. Quando ficamos com raiva de Deus por permitir que algo aconteça em nossas vidas, estamos dizendo "Eu sei melhor do que você, Deus."

Nós nem sempre sabemos por que Deus permite que certas coisas aconteçam conosco, mas o que sabemos é esta: "Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida que Deus prometeu aos que o amam. "(Tiago 1:12).

A questão fundamental é esta: Deus é Deus e nós não somos.

Ele vê uma grande fotografia e tudo o que vemos é uma pequena parte através de um microscópio. Deus sabe o que é melhor para nós mesmo que doa. Mesmo assim, podemos ter conforto no fato de que Deus está sempre no controle e nunca permitirá que algo aconteça conosco fora da Sua vontade.

Essas verdades fundamentais me ajudaram a perceber como eu estava errada por estar com raiva de Deus, depois o meu cachorro morreu. Minha raiva estava passando dos limites.Sim, vamos ficar tristes e perturbadas às vezes durante a nossa vida, mas nunca ficaremos sem esperança.

Vamos enfrentar provações, mas nós nunca mais vamos enfrentá-las sozinhas.
O pecado é a razão pela qual nós sentimos dor nesta terra. Felizmente, como crentes, temos a promessa de que um dia "Ele enxugará toda lágrima de seus olhos. Não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, pois a antiga ordem já passou" (Apocalipse 21: 4).

Então, para responder a pergunta do título deste post, SIM - é muito errado ficar com raiva de Deus. Ele é a única fonte de conforto e de paz que temos durante nossas tempestades. Virando as costas para Ele vamos calar a única paz verdadeira e conforto que temos.

Se você está lutando com o fato de estar zangado com Deus agora, eu a encorajo a confessar o seu pecado a Ele e pedir para que Ele a ajude a suportar o seu julgamento. Peça a ele para torná-la mais parecida com Jesus, como resultado de seu sofrimento. Peça-lhe para usar suas experiências dolorosas para confortar e ajudar alguém.

Lembre-se de que Deus é nosso Pai e Ele nos ama mais do que ninguém neste mundo inteiro poderia nos amar.


(Este post foi escrito por Kristen Clarck no site Girldefined.com. Para ler o texto na íntegra clique AQUI.)



© Girldefined.com 2014 - All rights reserved. 

 - Girl Defined é um blog com posts e devocionais para garotas cristãs.




5 comentários:

  1. Amo o GirlDefined! Me inspiro muito por lá... deus fala demais através delas! *-* Obrigada por traduzir, que outros possam receber essa mensagem top! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Fer, as meninas do Girldefined são bênção! Eu sempre tiro inspiração de lá ou estou traduzindo posts pro nosso idioma. Deus te abençoe e fico super feliz que tenha curtido o post :)

      Excluir
  2. Que texto adorável ♥ Obrigada por ter postado ele, e continue usando seu dom para traduzir essas belas palavras pra gente Debbie ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, Sarah! Eu fico mega feliz por você ter voltado aqui! Que bom que gostou da tradução! Deus te abençoe ♥

      Excluir
  3. Eu passei muito tempo afastada da igreja. E só voltei por medo. Confesso. Mas tenho experimentado em meu coração, uma raiva contra Deus, as vezes, que não sei o que fazer. Sou muito apaixonada por gatos..e quando vejo o sofrimento dos animais, tão indefesos..e me deparo com alguns mortos.. acende uma revolta contra Deus na minha alma..e eu o culpo..porque pra mim..ele não se interessa pela dor deles.. Os pecadores somos nós...Eles não mereciam ter sido atingidos pelos nossos erros.. Só de falar já fico com raiva.. eu não sei o que tá acontecendo comigo.

    ResponderExcluir


Cristã, graduada em Letras, apaixonada por livros, viagens e muita música! Uma nota musical tentando fazer a diferença na imensa partitura da vida.
https://www.youtube.com/channel/UClS0ZtlU37t-VvVciQH0GQQ

já curtiu?

Postagens populares

Projetos

 photo Banner_zps9isnpcan.png

youtube

Snapchat

 photo snapssss1_zpscavat0v8.png