100 anos de beleza e como isso nos afeta




Fotografia (via)


Meu pai e eu estávamos tomando um rápido café antes de irmos para o trabalho. Estávamos no caixa da padaria esperando para pagarmos a conta. Uma das garçonetes estava passando pelo balcão, quando parou, me olhou de cima a baixo e disse: "Você é assustadoramente alta!"

Eu fiquei ali em pé, completamente atordoada.

Eu não tinha ideia de como responder aquela mulher. Eu sabia que era alta, mas nunca havia sido chamada de "assustadoramente alta". Eu decidi só sorrir e dizer: "Ah é .... sou alta mesmo .... hehe". Esquisito demais. 

Como é ser perfeita(o)?

Quando alguém fala uma coisa dessas coisas para você, te faz parar para pensar. Foi isso que aconteceu comigo. Gostaria de saber qual é o padrão ideal de beleza. Altas, baixas ou de estatura média? Loiras, morenas ou ruivas? Qual o melhor tipo de corpo? Essas perguntas começaram a passar pela minha cabeça. 

Fui buscar respostas na internet e encontrei pessoas que preferem garotas altas como eu, enquanto outras acham "assustador". Alguns amam as loiras e as de pele clara, enquanto outros preferem as morenas. Alguns preferem pessoas bem magras, outros preferem as que possuem mais curvas. 

Claramente, a verdadeira beleza está nos olhos de quem vê. 

Ninguém será bonita aos olhos de todos. Cada um tem suas preferências, opiniões, gostos e desgostos. Quando vivemos para a aprovação dos outros, estamos sempre insatisfeitas. Quando o ser bonita ou não é baseado no que os outros pensam sobre nós, isso nos levará a exaustão e frustração.

100 anos de mudança.

Depois de pesquisar mais a fundo sobre a beleza, achei uma informação que me deixou em choque. Eu não fazia ideia do quão despedaçado o padrão de verdadeira beleza está. Preste atenção na lista abaixo: Nos últimos 100 anos, o ideal de beleza para a mulher mudou drasticamente,  no mínimo 10 vezes. 

1910: A garota Gibson

O ideal de corpo perfeito neste período era conhecido como Gibson girl (a garota Gibson). A mulher perfeita era alta, com seios fartos, quadril largo e cintura finíssima. Esse biotipo era o mais desejado por todas as mulheres da época, que faziam qualquer coisa para obtê-lo. 

1920: As melindrosas 

Somente 10 anos depois e a forma perfeita mudou completamente. Espartilhos não duraram muito muito longe e a febre eram seios pequenos e curvas mínimas. O novo ideal era o cabelo curto, chamado short bob haircut, pernas aparentes, cintura mínima (vestidos bem soltos) e uma aparência mais masculinizada.

1930: May West

May West foi um símbolo para as mulheres da época, e não tinha nada a ver com as mulheres de 1920. Ela dava ênfase às curvas e se vestia justamente para mostrá-las.

1940: Rita Hayworth

Rita Hayworth foi muito semelhante às garotas americanas da época. O padrão ideal era a garota com a pele saudável, um corpo em forma e um espírito despreocupado. 

1950: Marilyn Monroe

Pernas longas e a figura da mulher ampulheta e com seios fartos era a nova moda. Nesta época, as mulheres mais magras passaram a usar suplementos para ganhar peso e assim preencherem suas curvas. 

1960: Twiggy

Pernas longas e corpo mini era o ideal dos anos 60. Twiggy é a descrição perfeita, tanto na forma, quanto no estilo. Uma mulher aberta e flexível com uma psicologia adolescente era o novo padrão de beleza. 

1970: Farrah Fawcett

10 anos trouxeram uma nova mudança para o novo padrão de beleza. Pele bronzeada, cabelos ao vento e corpo tonificado era a nova aparência. Corpo atlético e maquiagem natural eram os ideais para a mulher bonita.

1980: Jane Fonda

O corpo tipo atlético ganhou velocidade e mulheres fortes se tornaram a nova moda. Ser magra era muito popular, mas ser magra e forte era o máximo. 

1990: Kate Moss

Magra, magra, magra. Isso era tudo. Ser magra e não saudável era o novo padrão de beleza.

2000: Modelos da Vitoria's Secret

Garotas altas, com longas pernas e seios grandes estão de volta à moda. Pele bronzeada e cabelos ao vento era a sensação e o corpo escultural era o novo objetivo para mulheres desejarem. 

100 anos de insegurança

O padrão de beleza, ao longo de 100 anos mudou drasticamente e olha que a lista não incluiu os estilos de maquiagem, cabelo ou outras preferências. Quando olho para a lista e vejo as drásticas mudanças, eu não posso fazer nada, somente ficar chateada. Ao invés das mulheres abraçarem seus tamanhos, formas e características únicas, dadas por Deus, temos trilhado uma longa história de conformismo e como temos nos moldado. Não foi para isso que Deus nos criou, nem desta forma que Ele quer que vivamos. Ele nos criou completamente únicas para um único propósito.

"Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Disso tenho plena certeza." (Salmo 139: 13,14)

Imagine quão contentes e seguras nos sentiríamos, se abraçássemos os planos dados por Deus. Ao invés de nos comparamos, estamos livres para agradecer a Deus pela forma e característica que Ele escolheu para nós.

Não tem que ser desse jeito

Ao invés de tentar se conformar ao corpo da "mulher perfeita", vamos abraçar as nossas diferenças, dadas por Deus. Deus é tão criativo que fez cada um especial e único. É tempo de abandonarmos a cultura das "ideias para beleza" e ao invés disso, abraçar a criatividade de Deus.

Deus nos planejou. Ele nos ama. Ele define nossa beleza. Ele quem nos fez. 

Este texto é tradução do post  The past 100 years of beauty and how it affects you, de Bethany Baird. Você pode ler o texto original AQUI

Enquanto traduzia o post, achei outros textos bem bacanas sobre a evolução da beleza. Caso queira entender um pouco mais sobre cada década, clique AQUI



2 comentários:

  1. Debbie! Que belo e edificante post! Realmente, não podemos ligar para esses padrões de beleza... Deus nos criou assim e Deus nunca erra! Também sou alta e pode acreditar... mesmo sendo grandes... Somos lindas! <3 Deus continue a te abençoar! bjs...

    http://kellyluque.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, mesmo, Kelly! Somos lindas aos olhos de Cristo e devemos viver com essa esperança em nós :D

      Excluir


Cristã, graduada em Letras, apaixonada por livros, viagens e muita música! Uma nota musical tentando fazer a diferença na imensa partitura da vida.
https://www.youtube.com/channel/UClS0ZtlU37t-VvVciQH0GQQ

já curtiu?

Postagens populares

Projetos

 photo Banner_zps9isnpcan.png

youtube

Snapchat

 photo snapssss1_zpscavat0v8.png